Finalmente, um dos meus menus favoritos e aquele que encaixa na “sopeira” que sou. Esta semana, o menu é sopa, daquelas que alimentam uma família de 10, que eu sou pessoa de muito alimento e não me fico com caldinhos e consomés.

Estas receitas são densas, têm muitos nutrientes e, apesar de eu não recomendar, podem ser o prato principal de uma refeição. Não recomendo porque acho que, apesar de serem ricas, devemos diversificar, mas isso sou eu. Vocês façam como entenderem. Ora aqui vão elas. Não sendo as sopas da minha mãe, que são as melhores de todas mas ela não me dá as receitas, são também boas, boas, boas.

Segunda-feira

Começamos pela mais simples, de ervilhas. Demora, literalmente, 15 minutos entre o início da receita e o seu resultado chegar-nos ao prato. Faço apenas duas alterações ao original: não coloco a batata – não precisa, as ervilhas são super saborosas e densas – e em vez de leite normal coloco leite de coco. Compro as ervilhas congeladas, biológicas porque têm melhor sabor, faço um mini refogado, coloco-as ainda congeladas e deixo cozinhar. Depois de prontas, passo-as até ficarem em creme e junto o leite de coco. Enquanto isto, coloco o presunto ou bacon no forno até ficar tostado e, no final, coloco na sopa, juntamente com folhas de hortelã. Não acrescento sal nem outros condimentos. Fica muitoooo bom.

Terça-feira

O segredo desta receita está no caldo de legumes ou de carne. Se são pessoas que gostam de fazer o caldo caseiro, parabéns, sois maravilhosas. Se, como eu, não faz ideia de como é que a coisa se faz e vai directamente à prateleira do supermercado, então escolham uma marca com baixo teor de sódio. Poderá ter um sabor menos intenso, mas também terá menos “porcaria” e o sabor pode ser compensado com especiarias. Eu costumo comprar biológico e, apesar de os vegetais da receita serem os ingredientes base, gosto do saber mais “carnudo”. Não tem nada que saber: refogar ligeiramente os vegetais, acrescentar o caldo, deixar ferver, acrescentar a massa, temperar a gosto, baixar o lume e deixar cozinhar até estar pronto. Muito boa sopa.

Quarta-feira

Esta receita de sopa de tomate não é como se faz por cá mas como eu não gosto de tomate, prefiro esta porque leva leite e natas e o sabor do tomate é menos intenso. Posto isto, faço duas alterações ao original: corto para metade as quantidades, justamente, do leite e das natas porque não carece de ser carregado de gordura. Fundamental é a qualidade do tomate seco. Se não encontrarem um que seja bom, mais vale darem-se ao trabalho e assarem em casa. O sabor muda mas fica igualmente bom e sempre podem adicionar, no forno, os condimentos que mais gostarem. Aconselho a tirarem a pele. Não o fiz na primeira vez e ficou péssimo. Mas é uma boa receita. 

Quinta-feira

A confecção desta receita é muito similar à da sopa de ervilhas. E a todas as outras que faço. LOL. Refogo, deixo os vegetais cozinharem durante 5 minutos, acrescento o caldo e passo na Bimby até ficar cremoso. Neste caso, depois de passada, junto o queijo de cabra e volto a passar. Guardo apenas uns pedaços para colocar por cima. Se não gostarem de queijo de cabra, é uma sopa boa na mesma. Gosto muito do sabor do alho francês misturado com os espinafres e, sem o queijo, é uma alternativa super saudável e pouco calórica.

Sexta-feira

Guardei o melhor para o fim. Sou absoluta fã desta sopa, talvez porque gosto de muita “sustança” no prato e este é tudo de bom. Acresce que é tão fácil de confeccionar quanto as outras e isso é também tudo de bom. Basta cozinhar as salsichas enquanto os vegetais refogam e juntarem tudo com o caldo. Há mais fácil que isto?

 

O segredos destas sopas está qualidade dos ingredientes e no modo como as temperam. Como evito o sal, opto por ervas frescas. E como não tenho vida para cozinhar todos os dias, escolho enlatados e congelados. Já experimentei um pouco de tudo e os biológicos, apesar de mais caros, valem a pena. O sabor é, de facto, melhor e isso nota-se no prato. Mandem-se à malucas e depois venham cá partilhar o resultado connosco. 🙂

Fotografia: Istockphoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *