Quem ainda não foi ao Filosofia Lisboa, conhecerá este espaço como o café/restaurante da Sofia Ribeiro. Mas quem já lá tomou o pequeno-almoço, o brunch ou um lanche rápido, sabe que assenta em muito mais coisas do que a notoriedade da actriz.

Há qualidade e sensibilidade. Há comida boa e bonita de se ver. Há pormenores que só podem resultar de muita dedicação e trabalho. Se tivesse que resumir este Filosofia numa só palavra escolheria conforto.

Porque este conforto resulta um pouco de tudo o que lá encontramos: comida saudável e bem confeccionada, uma decoração cuidada e prática, música tranquila, até os talheres, a louça e os guardanapos são pensados em função de um equilíbrio de qualidade e beleza. Nada é excessivo, tudo sabe bem e dá vontade de lá ficar.

Hoje aproveito para vos falar das minhas duas opções mais recorrentes quando vou ao Filosofia e que, neste preciso momento, só de pensar nelas, tenho vontade de me pôr a caminho.

 

O pequeno almoço

Eu, pessoa das Avenidas Novas me confesso, já experimentei tudo o que é café e pastelaria das redondezas. E cedendo à proximidade e à pressa, perdi a conta ao número de vezes que comi uma torrada aparada a pingar manteiga, com um café de sabor duvidoso ou um croissant bombástico (que apesar de delicioso, não pode ser regra).

Ora, o pequeno-almoço do Filosofia tem tudo de bom e não está carregado de açúcar: um sumo verde delicioso, um pão escuro às fatias fininhas (perfeitas para mergulhar na manteiga de amêndoa e na compota de frutos vermelhos), um iogurte com granola caseira, banana e manga e um bom café.

Se tiverem mais tempo ou mais apetite, podem optar pelo brunch. Assim, acrescentam a tudo isto uma tosta com abacate e ovo e as panquecas com frutos vermelhos. Sabem tão bem quanto parecem. Juro.

 

A salada

A de quinoa e cogumelos é a minha preferida, naqueles dias em que não me apetece comer nem carne nem peixe. É leve e saborosa. Já foi algumas vezes o meu almoço e, com o calor a aproximar-se, parece-me que vai ser muitas mais.

 

Estas são apenas duas sugestões de uma carta que ainda não pude experimentar na totalidade. Nem sempre é fácil arranjar mesa no Filosofia à hora de ponta, ou seja, ali mesmo no pico do almoço. Com sorte, haverá mais Filosofias por Lisboa e por outras cidades, que isto é “segredo” que não merece ficar escondido.

 

Filosofia

Seg a Sáb,das 9h às 19h.
Av. Visconde de Valmor 39
Saldanha – Lisboa

 

🙂

 

Fotografia: Filosofia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *