Do tempo passamos acordadas, metade é passado a trabalhar. Trabalhamos mais tempo e mais afincadamente do que nunca, razão pela qual devemos estar atentas ao modo como a execução desse trabalho pode deitar por terra os nossos esforços para nos sentimos saudáveis e bem-dispostas.

É inglório termos cuidado connosco quando não estamos a trabalhar para depois esse esforço não se manter na maior fatia do nosso dia. Por isso, é muito importante que aproveitemos essas oito horas de trabalho para adquirirmos e mantermos hábitos de bem-estar e que a nossa vida, nesse particular, não tenha de ser interrompida ou comprometida na qualidade do que fazemos por nós.

As escolhas que fazemos em direção ao nosso bem-estar não têm de intervalar porque estamos a trabalhar; pelo contrário, tendo em conta o tempo que lá passamos, elas devem ser intensificadas ou, pelo menos, não esquecidas. Aqui ficam algumas ideias.

Beber água

Bem sei que este é um tema já batido mas a ingestão de água não serve apenas para quando queremos perder peso ou dar cabo da retenção de líquidos. A desidratação é real, as dores de cabeça e tonturas que elas provocam são reais e, muitas vezes, quando estamos embrenhadas e focadas no trabalho, elas aparecem e diminuem bem-estar. Além disso, o corpo precisa de água, os músculos, as articulações, os órgãos precisam de estar bem lubrificados para funcionar em pleno. Se terem uma garrafa à vossa frente não vos lembra do que têm de fazer, bebam um copo de água antes de cada refeição ou snack (10 já é aceitável) e percebam as melhorias que isto, por si só, traz ao vosso corpo. Não interessa se gostam, se não gostam, se conseguem ou não conseguem, façam-no. Ponto final.

Comer bem

Esqueçam a modernice de comer à secretária. O tempo para o almoço é fundamental para o descanso e para marcar o meio do dia de trabalho. Se levarem a marmita para o trabalho, depois de comer, vão à rua, apanhem ar, vejam as montras ou tomem um café. O ambiente de escritório, regra geral, tem um ar pesado. É importante que saiamos dele por uns minutos e retiremos a mente do modo “trabalho”. Quanto aos snacks durante o dia, não os comam a olhar para o computador. Acabam a comer mais porque estão distraídas e as pequenas pausas são importantes para dar descanso aos neurónios. Frutos secos, chocolate preto, iogurtes, fruta são tudo boas opções. E água, sempre.

Respirar com consciência

Parece um título estranho, este de respirar com consciência, mas a verdade é que o fazemos em piloto automático. Naturalmente. Mas se isso é pacífico quando estamos calmas e serenas, em fases mais ansiosas e de picos de trabalho a respiração pode ser mais um obstáculo a que nos sintamos bem. Assim, de vez em quando, façam uma paragem e atentem na respiração. Se estiver alterada, façam o seguinte exercício: respirem fundo, prendam a respiração durante uns segundos, e deixem sair o ar. Repitam até se sentiram mais calmos. A ansiedade sobe por nós acima sem que percebamos. Fazer estes check ups torna-nos mais conscientes sobre o que a nossa vida interior nos está a dizer.

Mexer o corpo

Não é segredo para ninguém a importância de nos levantarmos de vez em quando se passamos muito tempo à secretária. Não só isso estimula a circulação como nos obriga a intervalar e a descansar a cabeça. Além de dar uns passos pelo escritório, ir à casa de banho ou à rua, há exercícios que ajudam a que o corpo não adormeça nas mesmas posições: dobre a cabeça para um lado e para o outro; vire o pescoço, alternadamente; movimente a cabeça para trás e para a frente tentando tocar com o queixo no pescoço; puxe os ombros para cima e para baixo; rode a cintura para a esquerda e para a direita, mantendo os braços parados; alongue braços e pernas.

Proteger os olhos

Quase todos nós trabalhamos em frente a um computador e passamos mais tempo do que o desejável a olhar para um ecrã. Assim, de hora a hora, coloque os cotovelos em cima da mesa, tape os olhos com as mãos durante uns segundos e, com a ponta dos dedos, estimule a zona à volta dos olhos. Isto vai estimular a circulação, permitir que o sangue flua com mais facilidade e, assim, descongestionar. Além disso, uma pausa deve sempre ser feita.

Ajustar a cadeira

Por vezes estamos tão embrenhados nas nossas funções que não percebemos que a cadeira está demasiado alta ou baixa, que a secretária está torta ou que a luz não é suficiente. Isto para dizer que o lado material do sítio onde trabalhamos é fundamental. Se trabalham ao computador, lembre-se que o antebraço deve ficar sempre assente na mesa (para não forçar o músculo trapézio – entre o ombro e o pescoço) e o ecrã deve estar à altura dos olhos. Esta é a postura correcta para evitar dores e lesões mais graves.

Criar um ambiente saudável

Se depender de si a gestão da equipa, procure cuidar para que o ambiente seja propício ao cuidar de nós mesmas. Celebre os aniversários, datas importantes, momentos em que o conjunto seja melhor que a soma das partes. Sentirmos que trabalhamos num local que nos valoriza ou que, pelo menos, não nos é hostil, é meio caminho andado para acordarmos de manhã com alegria e energia. Se não depender de si, faça com que a sua parte, aquilo que carrega consigo para o ambiente de trabalho, seja prazeroso, generoso e acrescente aos demais colegas.

 

E vocês? Dicas de bem-estar no escritório, existem? Partilhem!

Fotografia: Istockphoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *