Durante anos achei que muito poucos cremes hidratantes cumpriam a promessa de hidratar. Todos os que usei na minha pele seca com tendência a desidratar esgotavam o efeito ao fim da manhã, obrigando-me a ter que aplicar de novo ao longo da tarde. Basicamente, limpava a pele, colocava o hidratante e já está. Nunca resultou mas até chegar aos 40 ia dando para o gasto.

Com a passagem do tempo e as consequentes alterações do corpo, a pele foi mudando e secando ainda mais, ao ponto de ter vários períodos por ano em que desidrata. Farta de sentir a pele constantemente repuxada, comecei a ler sobre skincare e aprendi a conhecer a pele e a tratar de mim, ao mesmo tempo que ganhei um interesse enorme sobre o tema.

Algures no processo, alguém me disse que os séruns eram fundamentais na hidratação e, a partir do momento em que experimentei um, nunca mais deixei de usar. Hoje em dia, passo bem sem creme hidratante mas nunca sem sérum.

De momento, estou a usar estes dois. E, por isso, aqui segue a review de dois produtos com ácido hialurónico e vitamina B5, ambos com a mesma missão: hidratar à bruta. Um, cumpre, o outro…enfim. Uso ambos vai para dois meses.

Lembro sempre que a minha pele é muito seca e eu tenho 44 anos. A partir daqui tirem as vossas conclusões.

 

Skinceuticals Hidrating B5

Uma desilusão em tudo. Não só não hidrata o que a minha pele necessita, como a textura em gel fica peganhenta nas mãos. Espalha-se bem e a pele absorve bastante bem, mas não gosto da sensação que fica na pele. Ao fim de quase dois meses, continuo a acordar na manhã seguinte com a pele seca, o que não acontece com outros produtos do mesmo segmento.

Estranhei esta reação na pele, tendo em conta que o ácido hialurónico em conjunto com a vitamina B devem hidratar e reparar a barreira natural da pele, impedindo a água de sair. E como estranhei, fui saber mais.

Para ser completamente justa, e de acordo com o que li entretanto, talvez este sérum seja pouco eficaz para a minha idade, que deveria ser nutrida com algo mais forte, como por exemplo o H.A Intensifier, da mesma marca. O B5 é um hidratante puro e duro, o H.A é um corrector de hidratação, ou seja, trabalha e intensifica o que a pele já tem, neste caso, o ácido hialurónico.

Se não têm a pele tão seca como a minha, experimentem. Para mim e peles quejandas, não aconselho. Sobretudo se pensarmos que anda à volta dos 60 euros por 30 ml.

 

La Roche Posay Hyalum B5 Serum

O oposto do primeiro e um mimo. Quando a Jael falou deste produto no blog dela (sim, #aculpaedajael) poucos dias depois de estar a usar o da Skinceuticals, e já descontente, nem pensei duas vezes. E digo-vos, vale todos os trinta e tal euros que custa. Quase menos de metade do primeiro.

Não apenas hidrata como é absorvido quase imediatamente, deixando-a brilhante e polposa. Podia estar aqui a dar-vos a lista dos seus benefícios e que vem em tudo o que é informação do produto e, acreditem, é dos poucos que cumpre. Mas o mais importante é que a premissa principal a que se propõe, está lá: hidrata e não é pouco.

Depois da limpeza, e assim que o aplico, a pele ganha brilho e, garanto-vos, fico com um ar de quem dormiu 20 horas. Não porque tira olheiras ou estica as rugas, mas porque a pele ganha um ar saudável. E nada me interessa mais que ter saúde.

2 Replies to “Sérum Review: Skinceuticals e La Roche Posay”

  1. Hummm…assim que receber o salario de Março (a minha pobre carteira está depauperada), vou experimentar o da la roche-posay. Obrigada pela dica!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *